CRIAÇÃO DE CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO

Antes de iniciarmos a criação do CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO , precisamos entender qual a sua utilidade para o sistema.

Resumidamente, o CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO  é o local onde você informará as regras de aprovação e reprovação  que o sistema deverá obedecer, por exemplo: Para ser aprovado, o aluno deverá atingir média final de 6,00 e ter no mínimo 75% de frequência.

*IMPORTANTE*  – Por padrão o sistema trás 3 critérios pré definidos :

– AVALIAÇÃO POR NOTA – BIMESTRE (MÉDIA 7 E 75% DE FREQ.) 

– AVALIAÇÃO POR NOTA – CURSO MODULAR (MÉDIA 7 E 75% DE FREQ.)

– PARECER DESCRITIVO (INFANTIL, MATERNAL, ETC)

Você pode optar em utilizar o padrão do sistema, ou EDITA-LOS para atender as regras mais específicas da instituição. Você pode também cadastrar um novo critério, clicando no botão NOVO, como mostra a imagem a seguir:

Acesse o menu CURSO -> CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO( Regras para aprovação ou reprovação)

1

 Para auxiliar na criação e entendimento de cada opção do Critério de avaliação, logo baixo teremos um resumo de cada funcionalidade, com seus respectivos exemplos :

 

Para a explicação de cada campo, iremos EDITAR um CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO já cadastrado.

___________________________________________________________________________________________________

1 – ) DADOS DO CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO

2

– Descrição: Campo onde você poderá editar o nome do seu critério, para que possa identificá-lo mais facilmente, quando for vincula-lo nas turmas.

– Tipo: Campo onde você irá selecionar qual será a forma de medição das avaliação. Os 3 tipos são :

*PARECER DESCRITIVO:  Descrição geral sobre o aluno.  Mais utilizado em instituições infantis, onde o aluno não é avaliado por nota, e necessita somente de descrições do comportamento/ evolução dos alunos.

*NOTA: Medição numérica , de 0 a 10, ou de 0 a 100.

*CONCEITO: Caso a medição seja feita através de letras, como A, B,C , por exemplo. Para cadastrar CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO por CONCEITO ,você deverá cadastrar os conceitos desejados através do menu Curso -> Cadastro de Conceitos.

– Período de medição: Campo onde você informará qual o o período que será utilizado. São eles:

BIMESTRAL, SEMESTRAL, TRIMESTRAL e MODULAR.

___________________________________________________________________________________________________

2 -) ORDENAÇÃO DE DOCUMENTOS

3

Local onde você escolherá como será feita a Ordenação dos documentos. Ordenação Padrão do Sistema – é a ordem alfabética dos alunos

___________________________________________________________________________________________________

3-) FREQUÊNCIA

4

Local onde você escolherá se o aluno será ou não avaliado por frequência. Caso a instituição não faça o acompanhamento/ Avaliação das frequências dos alunos, marque a opção de Não será avaliado por frequência.

___________________________________________________________________________________________________

4 -) AVALIAÇÃO POR FREQUÊNCIA

Se na opção FREQUÊNCIA, for assinalado que o aluno Será Avaliado Por Frequência, você deverá configurar esse campo. Caso não seja avaliado por frequência, desconsidere-o.

5

– Frequência será avaliada por:  Você pode optar em utilizar a avaliação por PRESENÇA, onde o professor, ou a secretaria selecionam somente os alunos PRESENTES, e o sistema irá identificar os alunos sem seleção,e considerará FALTA. Ou pode ser utilizada a opção de FALTA, onde o professor ou a secretaria selecionam somente os alunos que FALTARAM, e o sistema irá identificar os alunos sem seleção, e considerará PRESENÇA. ( Obs: A utilização da avaliação por FALTA é a mais rápida, pois só é necessário lançar os alunos faltantes.)

– Permitir meia falta:  Você pode optar em lançar ou não meia falta para os alunos. ( Para a opção de MEIA FALTA funcionar, no horário da turma tem que estar cadastradas as meia-aulas.)

– % Minima para a aprovação: Você pode definir qual a % mínima que o aluno deve ter para ser aprovado. ( Tanto para avaliação por PRESENÇA, ou por FALTA, deve-se colocar a % minima de presença que o aluno deverá ter para ser aprovado).

 A frequência será medida por:  Campo onde você escolherá como será feita a medição da frequência. Existem 2 opções:

* Por Dia Letivo:  Será lançada 1 presença/falta por dia, mesmo que existam 5 aulas no mesmo dia letivo, por exemplo.(Essa opção é utilizada em caso de professor Polivalentes, ou seja, onde TODAS as disciplinas são ministradas pelo mesmo professor, sem a necessidade de lançar falta para cada aula separadamente. Caso uma ou mais disciplinas sejam ministradas por professores diferentes, deverá ser utilizada a medição por AULA.)

* Por Aula: A presença/falta será registrada para a aula, se o aluno faltou na 1ª aula, 2ª aula, por exemplo. ( Será lançada a presença/falta para a aula, onde cada professor lançará a presença/falta da disciplina que ele ministra. Caso o professor ministre mais de uma disciplina, ele deverá lançar as presença/falta de cada disciplina individualmente.)

– Utilizar multiplicador de frequência:  Essa opção só aparecerá caso a frequência for medida por DIA. Basicamente essa opção serve para multiplicar a frequência por um valor, onde a frequência registrada no dia letivo será multiplica pelo valor configurado, por exemplo : Foi lançada uma falta para o aluno, e por ser medição por dia letivo, é registrada apenas 1 falta. Se você colocar o multiplicador 5, o sistema multiplicará essa falta, e irá registrar 5 faltas para esse dia.

 – Período de Medição:  Para o período de medição, existem 2 opções: Medição Diária e Medição Global.

* MEDIÇÃO DIÁRIA: Esse período de medição serve para registrar a Data exata em que o aluno faltou, especificando qual foi o dia que ele faltou, e qual foi a aula (1°, 2° aula, por exemplo).  

*MEDIÇÃO GLOBAL : Esse período de medição serve para registrar de uma forma geral, quantas faltas ou presenças o aluno teve ao final do período letivo ( bimestre, semestre,trimestre ou módulo). Essa forma de medição é mais simples, requer menos configurações, porém é menos detalhada e informativa, pois não detalha os dias das faltas/presenças, e nem qual foi a aula.

___________________________________________________________________________________________________

5-) ALERTAR QUANDO O ALUNO ESTIVER COM FREQUÊNCIA BAIXA

6

Como o próprio nome diz, esse campo serve para configurar o disparo de alertas para a secretaria, direção, coordenação, avisando os alunos que estão quase no limite de faltas ( quase atingindo os 75% de frequência por exemplo). Caso não queira utilizar essa opção, basta selecionar NÃO. Caso queira utilizar basta marcar SIM, e preencher os campos de configuração a seguir:

– % mínima para alertar:  Nesse campo você informa qual  a % mínima que o aluno tem que atingir para que o alerta seja enviado. Um exemplo seria : O aluno tem que ter mais de 75% de frequência para ser aprovado, menos que isso ele é reprovado direto. No alerta o ideal é você informar um valor próximo, para tomar as providências antes que exceda o limite de faltas que o aluno possa ter, como por exemplo 80% de frequência. Quando um aluno atingir essa marca, o sistema disparará um e-mail para os endereços informados no campo E-mails que receberão o alerta.

– E-mails que receberão alerta : São os endereços de e-mail da secretaria, ou direção, que devem receber esse alerta, para entrarem em contato com o aluno/ responsável pelo aluno, sobre a quantidade excessiva de faltas. Para o envio em mais de um e-mail, basta coloca-los um abaixo do outro ( Um e-mail por linha)

___________________________________________________________________________________________________

6-) EXAME FINAL E AVALIAÇÃO ESPECIAL

9

Esse campo, é onde você define se será ou não aplicado exame final. Para o sistema, o EXAME FINAL refere-se a uma avaliação que será aplicada ao final dos períodos ( final de todos os bimestres, ou semestres, etc..), caso o aluno não atinja a média final mínima para ser aprovado.

Logo em seguida, você define quais os requisitos que o aluno deve ou não possuir para ter direito ao EXAME FINAL.  Como mostra a figura  a cima, você deverá informar qual a frequência mínima que o aluno deve ter, para ter direito ao exame final (  Na maioria dos casos é 75%, pois menos que isso ele será reprovado por falta), e informar também se é necessário ter tirado alguma média mínima para ter direito ao exame. Um exemplo seria : média mínima de 4, menos que isso, o aluno é reprovado direto sem direito ao Exame. Caso desejar que qualquer aluno, independente da MÉDIA FINAL, tenha direito ao exame, é só inserir 0, que o sistema não restringirá ninguém de fazer o EXAME FINAL.

___________________________________________________________________________________________________

7 -) CONFIGURAÇÃO DO EXAME FINAL

1

Nessa etapa, é onde configuramos oque o sistema deve fazer com a nota do Exame. Você tem as seguintes opções :

– Considerar Avaliações anteriores na média final?  SIM:  Marcando SIM, você informa ao sistema que será considerada a MÉDIA ANTERIOR do aluno, e ele fará a Média entre as duas notas ( Média Final + Exame final) /2, por exemplo) para se chegar a MÉDIA FINAL após o exame.

– Considerar Avaliações anteriores na média final? NÃO: Marcando NÃO, você informa ao sistema que não será considerada a média anterior do aluno, e ele substituirá a Média final do aluno, pela nota do EXAME, caso a nota do exame seja SUPERIOR a MÉDIA FINAL que o aluno havia atingido. Exemplo: O aluno tirou 4,00 de média final, e 8,00 no exame, o sistema substituirá a média final do aluno pela nota do EXAME, chegando assim a MÉDIA após o exame de 8,00.

– Peso do Exame: Nessa opção você informa qual o peso do exame nos cálculos da média.

– Média mínima para aprovação no Exame Final:   Nesse campo deve-se informar qual a média necessária  para a aprovação no Exame Final.

– Pontos necessários para aprovação no Exame Final:  Caso a instituição trabalhe com pontos ao invés de média, é nesse campo que deve-se informar quais os pontos necessários para a aprovação no Exame Final.

– Utilizar Pré-Conselho: Nessa opção você pode marcar SIM caso deseja adicionar pontos do Pré-Conselho que serão somados com a média do aluno antes do Exame, para ajudar na média final do aluno.

– Utilizar Conselho Final: Nessa opção você pode marcar SIM caso deseja adicionar pontos do Conselho Final que serão somados com a média do aluno após o Exame, para ajudar média final do aluno.

___________________________________________________________________________________________________

8- ) AVALIAÇÃO ESPECIAL

2

Nessa etapa informaremos se o sistema irá permitir fazer a Avaliação Especial para alunos que não tenham atingido a média.

– Permitir Avaliação Especial?: Marcando a opção SIM, caso o aluno não tenha atingido a média necessária o sistema disponibiliza o campo de Avaliação Especial, a nota dessa avaliação sempre irá substituir a média do aluno. Por exemplo, se o aluno tiver 5,00 de média e for necessário 6,00 para ser aprovado, e o aluno conseguir nota 7,00 na avaliação especial, a média dele será 7,00.

– Nota mínima para aprovação na Avaliação Especial: Nesse campo será informado qual a média mínima que o aluno deve tirar na avaliação especial para ser aprovado. Por exemplo, se o aluno tiver 5,00 de média, e for necessário 6,00 para ser aprovado, e nesse campo estiver marcado como 6,00 para ser aprovado, caso ele consiga uma nota maior que 6,00 ele será aprovado e sua média será 6,00, independente da nota que conseguiu.

___________________________________________________________________________________________________

9- ) AVALIAÇÕES

13

 

– Numero de Bimestres ( Semestre, trimestre ou modular) : Nessa etapa, escolheremos quantos Bimestres ( ou semestres, ou trimestres) terão no decorres do ano. No exemplo a cima foram escolhidos 4 bimestres, todos com peso =1,00. Os pesos dos bimestres servem para você definir se algum bimestre “Vale” mais que outro. O ideal é sempre manter 1 em todas os pesos, para representar que todos tem o mesmo peso perante a formula.  Para calcular o valor da Média final do aluno, o sistema por padrão pegará os 4 Bimestres, e fará uma média (( 1° Bimestre+ 2° Bimestre+3° Bimestre+4° Bimestre)/4).

Os campos de RP ( Recuperação paralela) servem para você informar se será aplicada uma recuperação Bimestral ( ou semestral, trimestral) caso o aluno não tenha atingido a média do período. Logo em seguida você tem a possibilidade de escolher ,o que o sistema fará com a nota de Recuperação que o aluno atingiu.

– Liberar RP para alunos com média inferior a: Assim como no exame, você consegue restringir quais alunos terão direito a RP , onde você estabelece uma regra, para o sistema saber quais alunos farão RP.  Exemplo: Se o aluno tirar média inferior a 6, ele poderá tentar o RP para recuperar sua nota bimestral, e menos que 6 ele não terá direito a RP.

-Recuperação Paralela:  Assim como no Exame, você consegue definir oque o sistema deve fazer com a nota de RP, existindo duas possibilidades: Fazer uma média entre a nota do aluno no período(Bimestre,semestre, etc.) e  RP , ou substituir a menor nota .  Exemplo dos dois casos:

*Substituir menor nota

Media Final do período =3,00

Nota de RP= 7,00

Média final após RP = 7,00( pois substituiu a menor, que no caso é 3)

Após a substituição, você consegue delimitar uma notá máxima para substituição, no campo Nota Máxima de Substituição, que tem a seguinte utilidade: Informar qual será o valor máximo da nota de substituição. Por exemplo, se a nota obtida na recuperação for 10,00 mas você informar que o máximo é 8,00, então o sistema considerará 8,00 como sendo a nota de substituição.

*Calcular Média

Quando selecionar a opção Calcular Média, o ideal é manter sempre a opção de “

Media Final do período =3,00

RP=7,00

Calculo : (3,00 + 7,00) /2            Ou seja   10/2

Média final após RP : 5,00.

– Pontos necessários para aprovação :  Caso a instituição trabalhe com pontos ao invés de média, é nesse campo que deve-se informar quais os pontos necessários para a aprovação nos Bimestres, Trimestres, etc…

___________________________________________________________________________________________________

10-) ARREDONDAMENTO DE NOTA

3

O sistema disponibiliza o arredondamento automático de 0,5 em 0,5, tanto para os períodos como da média final separadamente, ou a opção de não aplicar arredondamento.

___________________________________________________________________________________________________

11-) FORMATO DE CASAS DECIMAIS

4

Você também pode escolher 2 opções de casas decimais da atividades para cálculo de nota e das médias separadamente : 1 Casa Decimal ou 2 Casas Decimais

Exemplos:

1 Casa Decimal = 6,5

2 Casas Decimais = 6,55

___________________________________________________________________________________________________

12-) FORMATO DO LANÇAMENTO DE NOTAS

40

 

Como na imagem acima, o sistema disponibiliza essas duas opções.

___________________________________________________________________________________________________

Caso a instituição trabalhe com várias regras diferentes para cada modalidade de ensino, o ideal seria cadastrar um critério de avaliação para cada regra. Exemplo: Se as turmas do ensino fundamental I trabalharem com NOTAS, e não tiverem direito a Exame Final, e as turmas do Ensino Fundamental II trabalhem com CONCEITO, e tiverem direito a Exame Final, o ideal seria ter 2 critérios cadastrados( Critério Padrão Fundamental I, e Critério Padrão Fundamental II por exemplo) , onde cada critério seria vinculado a suas respectivas turmas. Caso trabalhem com as mesmas regras, basta criar um critério apenas, e vincula-lo nas turmas.

1 comment

Deixe uma resposta